Girl, Uplift your Soul!

Tu mereces ser a tua prioridade. Todos os dias. Cuida de ti.

Autocuidado é cuidarmos de nós mesmos da mesma maneira que cuidamos daqueles que amamos.

Autocuidado é deixar de querer que os outros cuidem de nós e assumirmos essa responsabilidade.

Autocuidado é cuidar do nosso corpo, mente e espírito com amor, com atenção, com carinho, com afeto e acima de tudo com respeito.

Autocuidado é darmos a nós mesmos o melhor, o que é saudável e natural, aquilo que nutre, aquilo que cuida.

Autocuidado é cuidarmos de nós mesmos da mesma maneira que cuidamos de um bebé.

Autocuidado é entendermos que existimos e que se não formos nós a cuidar de nós, ninguém o vai fazer no nosso lugar.

Autocuidado é falares contigo mesmo(a) da mesma maneira que falas com uma criança.
Autocuidado é perdoares-te e sentires compaixão por ti mesmo quando erras.
Autocuidado é defenderes a tua alma quando a tua voz crítica e auto destrutiva te diz que não tens valor.

Autocuidado é entenderes as tuas emoções, ouvi-las e respeitá-las.

Autocuidado é respeitares quem tu és, a tua identidade, os teus valores e as tuas crenças pessoais e acima de tudo, agires de acordo com eles.

Autocuidado é perdoares as tuas mágoas, o teu passado e aqueles que outrora não cuidaram de ti e não te amaram e respeitaram como mereces ser amado(a) e respeitado(a).

Autocuidado é falares a tua verdade e expressares as tuas emoções, ideias e opiniões de uma maneira respeitadora e saudável tanto para contigo como para os outros.

Autocuidado é alimentares o teu conhecimento, o teu entendimento e nutrires a tua mente.

Autocuidado é procurares evolução. É quereres ser a tua melhor versão.

 

Mas autocuidado, não é só cuidarmos do nosso corpo e do nosso mundo interior.

Autocuidado é sabermos procurar ambientes, relacionamentos e criarmos condições exteriores a nós que nos nutram e cuidem de nós da mesma maneira que nos cuidamos a nós mesmos.

Autocuidado é sabermos quando e como devemos lidar com o mundo exterior de maneira a que o nosso mundo interior consiga estar em harmonia com o aquilo que nos rodeia.

Autocuidado é sabermos quando devemos ir ou ficar, quando devemos dizer sim ou dizer não, sem termos qualquer problema em decidir baseando-nos naquilo que é o melhor para nós e para o nosso bem-estar.

Autocuidado é sabermos que só podemos dar do nosso copo aquilo que transborda e não tirar desse mesmo copo que é só nosso, para encher o dos outros.

Autocuidado é amor próprio, auto respeito e auto valorização.

 

Portanto, cuida de ti…
A sério, cuida mesmo de ti…

Entende que ninguém o vai fazer por ti. E não é porque não te amam ou não te valorizam. É porque autocuidado só pode vir de ti, e os outros, têm de cuidar deles mesmos também.

 

Pega num caderno e numa caneta. A sério… Vai buscar um caderno e uma caneta antes de continuares a ler…

Responde às seguintes questões:

  • Estás a cuidar do teu corpo? Da tua primeira casa?
    Estás a nutrir o teu corpo com tudo aquilo que ele precisa para se manter forte, ágil, energizado, hidratado e nutrido? Estás a ajudá-lo a manter o seu bom funcionamento ou estás à espera que ele faça tudo sozinho?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • E o ambiente que te rodeia? Procuras frequentar ambientes que te inspirem, que sejam limpos, positivos e cuidados? Procuras ambientes com boa vibe e energia leve?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • Como é o teu relacionamento com a tua mente? Com os teus pensamentos? Tens um relacionamento saudável com a tua voz interior? Ou estás constantemente em luta com ela?
    Como é que falas contigo mesmo(a)?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • E as tuas emoções? Recebes as tuas emoções, sejam elas quais forem, de braços abertos? Entendes que tens todo o direito de te sentires feliz e alegre, da mesma maneira que tens todo o direito de te sentires triste, desmotivado(a) e irritado(a)?
    Honras as tuas emoções como parte de ti e entendes que cada uma delas tem um propósito no teu ser e na tua experiência de vida, ou rejeitas aquelas que não são tão bem aceites pela sociedade?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • Como é o teu relacionamento com o teu passado? Com quem foste no passado e com os outros que fizeram parte do teu passado?
    Já te perdoaste pelos erros que cometeste?
    Já perdoaste os outros pelos erros que cometeram?
    Já perdoaste a vida?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • De 0 a 10, quanto te sentes à vontade em mostrares quem és ao mundo?
    É fácil ou difícil para ti mostrares ao mundo aquilo que te torna único e que faz de ti, tu? Incluindo o “bom” e o “mau”, o “ótimo” e o “péssimo”, o “aceitável” e o “não aceitável”.
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • De 0 a 10, quão fácil é para ti sentires-te seguro o suficiente para falares a tua verdade e expores ao mundo as tuas emoções, opiniões e ideias?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • Quanto tempo passas a alimentar o teu conhecimento e entendimento sobre o mundo que te rodeia e sobre a tua vida?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • Quanto tempo dedicas ao teu crescimento pessoal?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • De 0 a 10, quanto te sentes feliz, em paz e em harmonia com os relacionamentos na tua vida?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • De 0 a 10, quão fácil é para ti definir barreiras e limites em todas as áreas da tua vida?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • De 0 a 10, quanto te sentes feliz, em paz e em harmonia com a tua carreira?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

  • De 0 a 10, quanto te sentes feliz, em paz e em harmonia com a tua vida financeira?
    Existe algo que podes mudar ou fazer melhor? Se sim, o quê?

 

Revê as tuas respostas e ouve a tua intuição!
Se precisares de tempo para desenvolver cada uma delas (altamente recomendado), permite-te focar numa pergunta/resposta de cada vez, mesmo que seja uma por dia.

 

Autocuidado é pessoal, é único. Só tu podes saber o que precisas e como precisas de cuidar de ti.

 

Agarra nas tuas respostas, vê o que podes e queres mudar na tua vida, e começa por fazer uma lista de prioridades.

O que é que mais precisas neste momento?

Como podes começar a cuidar mais e melhor de ti mesmo(a)?

Começa devagarinho. Define um objetivo e promete-te a ti mesmo(a) em que pelo menos uma vez por dia, tu vais cuidar de ti.

Não te deixes para último.

Tu mereces ser a tua prioridade. Todos os dias. Cuida de ti.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.